blitzkrieg

Quatro meninos sofrem com as “brincadeiras” nada agradáveis do valentão da escola. Cansados de apanhar ou de ver a mochila arremessada no telhado, os amigos se juntam para dar um basta nos abusos do colega mais forte. É isso ou a humilhação se eterniza.

a07_blitzkriegPodia ser ET ou Goonies ou Stranger Things. Mas a pequena saga é contada no quadrinho Blitzkrieg (independente, novembro de 2016), de Bruno Seelig.

Simples e curtinha, direta ao ponto, traço ótimo e arte num tom azulado, como se fosse feita a caneta bic. É mais uma história de companheirismo e cumplicidade – e de novo funcionou, talvez pelo final, que consegue surpreender.

avaliação
4,0 / 5
(bom)

blitz_ilustraBlitzkrieg
Bruno Seelig
Independente, novembro de 2016
28 páginas, 18 x 26 cm, azul e branco, lombada com grampos
R$ 15


PS.: quem gosta de histórias do mesmo gênero não pode perder o filme Sing Street: música e sonho, produção irlandesa que se passa em Dublin nos anos 80. Está disponível no Netflix.

Anúncios

Sim, não, muito pelo contrário? Conta aí o que você achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s