a produção brasileira de quadrinhos em um podcast, um webdoc e uma série de entrevistas

Hoje é o dia do quadrinho nacional. O mote será aproveitado para dar início a uma série de posts, sete ou oito no total, sobre a produção brasileira. Vêm aí listas de publicações online e impressas, editoras e canais de informação.

Para começar, três materiais jornalísticos complementares entre si, mais um bônus. Há outros conteúdos ótimos, claro, mas estes são os que me pareceram mais significativos no momento para formar um panorama.


Como começar a ler quadrinhos?podcast do Nexo

Apesar do título, a primeira parte do podcast abaixo dá mais ênfase a questões ligadas às hqs no Brasil. Um dos entrevistados, André Conti, editor da Companhia das Letras até dias atrás, faz um histórico dos momentos marcantes da produção nacional, enfatizando o papel de Rogério de Campos e da Conrad para o amadurecimento do nosso mercado. Enfoca também a lenta entrada das hqs em livrarias, o crescimento dos independentes e da participação das mulheres. Na parte final, artistas falam de seus trabalhos, preferências e indicam obras para começar a ler quadrinhos.


 

Vozes e Traços, webdocumentário

Os mais importantes artistas, editores, tradutores, jornalistas especializados e lojistas dão uma visão bastante realista do que é viver de quadrinhos no Brasil. Dividido tematicamente em cinco partes (1. artistas independentes, 2. pequenas editoras, 3. diversidade, 4. lojas e eventos e 5. desafios), o webdoc registra as conquistas dos últimos anos e as principais dificuldades enfrentadas no dia a dia.


 

Quadrinhos para Barbadossérie de entrevistas

Dezenas de conversas com quadrinistas brasileiros – há também algumas poucas com estrangeiros e outras com profissionais ligados às hqs, como editores, tradutores e lojistas. Os artistas contam suas histórias, como começaram, como surge uma ideia para uma nova obra, quais as principais referências, hábitos de trabalho e projetos futuros. Edição boa e, em geral, papo muito franco.


 

Bônus

Érico Assis, tradutor e agitador do gibi, publicou hoje um excelente texto sobre o que andam fazendo alguns dos principais artistas nacionais. A crônica – em tempo real? – Um Dia do Quadrinho Nacional saiu no Blog da Companhia. Vale clicar no link e dar um pulo lá!

 

ESPECIAL QUADRINHOS NACIONAIS
(1) 
um podcast, um webdoc e uma série de entrevistas
(2)  15 tirinhas para acompanhar online
(3)  6 webséries para ler agora (em breve)
(4)  2 publicações-panorama
(em breve)
(5)  4 canais de informação (em breve)
(6)  muitos quadrinhos independentes (depois do carnaval)
(7)  3 editoras representativas da produção recente (bem depois do carnaval)

Anúncios

Sim, não, muito pelo contrário? Conta aí o que você achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s